TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE STREET PHOTOGRAPHY!!

Texto original por Nick Zantop, www.itsjustlight.com
Tradução livre por Eryc Silva
Uma breve introdução:
A intenção do blog é trazer um pouco dos diversos conteúdos BONS sobre fotografia, que existem apenas em inglês, para o português; dicas e tutoriais excelentes que poderiam ser lidos por pessoas que não tem muita intimidade com a lingua inglesa.Não. Eu não escrevi o post. Apenas faço traduções livres de posts no qual eu gostaria que os leigos da lingua inglesa lessem.Todas as traduções começam com o nome do autor e o link para o post original – pra você que prefere ler em inglês.
Qualquer dúvida, dica, crítica ou sugestão à respeito do post em si, ou da tradução, podem ser mencionadas nos comentários – e serão muito bem aceitas. Agradeço desde já a você, leitor, pela visita e desejo a você uma boa leitura!
– Eryc Silva

Eu amo fotografia street. É um gênero da fotografia que é verdadeiro e eterno, capturando o drama cotidiano e abrindo uma janela para que o observador espie pelas vidas, culturas e comportamentos dos sujeitos fotografados. Mesmo que fotografias capturem apenas momentos passageiros, um bom fotógrafo street sabe como fazer um momento valer. Embora as fotografias documentárias, jornalísticas e street podem ser facilmente confundidas, a fotografia street consegue se diferenciar por colocar menos foco em eventos específicos, e mais foco em momentos espontâneos – geralmente capturados indiscretamente, sem o sujeito saber que está sendo fotografado.

Tirar fotos de pessoas aleatórias sem o consentimento das mesmas soa um tanto quanto anti-ético nos dias de hoje, mas a intenção da fotografia street é justamente achar beleza e intriga em situações do dia-a-dia, que a maioria das pessoas deixa passar. Por gerações, fotógrafos street tem capturado imagens que ajudaram a definir seu tempo, fotografando a sociedade em seus melhores e piores momentos e criando uma história visual muito mais impactante do nosso mundo.

Assim como a fotografia fashionista é geralmente mais complexa do que simplesmente tirar uma foto de alguém vestindo uma roupa, um bom fotógrafo street é frequentemente mais complexo do que simplesmente fotografar alguém qualquer em público. Mesmo não havendo um estilo perfeito para fotografia street, existem alguns conceitos e sugestões que podem te ajudar a melhorar suas tentativas.

A fotografia street tem uma longa história. Por mais de 100 anos, fotógrafos têm ganhado voz através de seus estilos únicos no mundo street. Eu sempre acreditei que aprender a história de uma forma de arte pode te ajudar a melhorar seu próprio trabalho. Olhar o trabalho de fotógrafos street talentosos não vai apenas te inspirar a sair nas ruas com sua câmera, como vai permitir que você examine de perto os elementos das fotos que os fazem bem-sucedidos – luz, contraste, composição, etc…

Nada vai substituir a sua prática nas ruas, mas observar o trabalho de artistas talentosos vai te ajudar a desenvolver um olhar melhor para suas fotos. Uma simples pesquisa de imagem por “street photography” no Google vai trazer vários exemplos.

Enquanto uma parte dos fotógrafos street gostam de entrar em contato e começar conversas com os sujeitos fotografados, conversando com eles e conhecendo suas histórias, a maioria das fotografias de rua são tiradas sem que o sujeito saiba que está sendo fotografado.

Muitos de vocês devem estar pensando que quem fotografa na rua sem o sujeito saber é porque tem medo, mas porque acreditam que as mais honestas emoções e interações humanas são melhores capturadas quando os sujeitos não sabem que estão sendo fotografados. A maioria das fotografias de rua – e mais “curtidas” – foram tiradas bem perto do sujeito, e contam uma história. Chegar perto de quem você vai fotografar sem perder a mágica de suas emoções honestas e desprotegidas não é fácil. “Invisibilidade” é um truque difícil para se especializar, e quanto mais você sai por aí e fotografa, melhor você consegue se disfarçar em meio à multidão.

Algumas dicas pra te ajudar a evitar que você seja espalhafatoso:

Fotografe com uma câmera pequena (e com lentes pequenas)

Assim como um carro esporte vermelho vai ser mais berrante do que um carro compacto na rodovia, uma DSLR profissional gigante com lentes enormes vai atrair mais atenção – MUITA. Quando você aponta uma câmera grande na direção de alguém, as chances desse alguém te notar aumentam drasticamente. Isso pra não dizer que você não consegue tirar fotos street com uma DSLR grande – você até pode, mas vai dar muito mais trabalho, principalmente se você não for experiente.

Câmeras compactas mais avançadas, como a Sony RX1, Fuji X100 S, Sony RX100 e Ricoh GR são pequenas o suficiente pra não atrair tanta atenção nas ruas, enquanto oferecem imagens em RAW e controles manuais de exposição, velocidade do obturador, abertura e ISO.

Levemente maiores que as compactas avançadas, são as MILCs (Mirrorless Interchangable Lens Cameras, em português “Câmeras de Lentes Intercambiáveis Sem Espelhos”), como a Panasonic GX7 e a Sony NEX-7, que oferecem a maioria dos benefícios de uma DSLR em um corpo que é geralmente muito menor e mais leve. Para fotógrafos de rua que gostam de poder trocar de lentes e que estão acostumados com a experiência de uma DSLR, as MILCs são difíceis de serem superadas.

Câmeras DSLR podem ser um pouco grandes, mas podem ser usadas para fotografia de rua. Dez anos atrás, uma SLR grande atraía muito mais atenção do que hoje em dia. Ao invés de colocar lentes grandes na sua DSLR, considere usar uma lente objetiva pequena, como 20mm, 35mm ou 50mm.

Olhe além dos sujeitos a serem fotografados OU componha a foto antes deles entrarem no quadro

Uma técnica que eu uso frequentemente enquanto estou tirando fotografias street é olhar além das pessoas na qual eu estou fotografando. Sem fazer contato visual com o sujeito; essa técnica vai fazer parecer que você está fotografando algo atrás deles e não vai atrair a atenção deles para você. Com uma lente de ângulo aberto (wide angle lens), fica ainda mais fácil de mirar atrás do sujeito mantendo-o no quadro.

Outra técnica é compor a foto antes que o sujeito – que está caminhando – entre no quadro. Para realizar essa técnica, é melhor configurar o foco antes que o sujeito venha e esperar para a pessoa alcance o lugar certo. Usando uma abertura pequena (um número “f/x” maior) vai ajudar a manter o sujeito em foco. Por você estar mirando na paisagem antes que o sujeito entre nela, a maioria das pessoas não estarão cientes que você pretende fotografá-las.

Fotografe com a câmera na barriga

Das muitas técnicas que você pode usar para parecer menos óbvio enquanto você está fotografando, tirar suas fotos com a câmera na barriga, ou qualquer lugar que não envolva levantar ela aos seus olhos, é um dos melhores métodos de se manter invisível na fotografia street.

As pessoas naturalmente associam que alguém olhando pelo visor da câmera significa que ela está tirando uma foto, por isso aprender a tirar boas fotos sem precisar olhar no visor pode melhorar a sua inviabilidade nas ruas. Essa é uma técnica difícil de se especializar – suas primeiras fotos provavelmente ficarão fora de foco, ou tortas, mas com prática você vai ficando cada vez melhor. Quando você fotografar assim com uma MILC ou DSLR, é preferível usar uma lente de ângulo aberto, como a Canon 20mm f/2.8 ou a Canon 24mm f/2.8, ou a Nikon 20mm f/2.8 ou Nikon 28mm f/2.8, que te permitirão capturar tanto o corpo inteiro do sujeito quanto uma boa quantidade de plano de fundo para dar um pouco de profundidade à sua foto.

Usar lentes de ângulo aberto facilitam muito, pois capturam um campo maior que as lentes de 50mm ou 85mm. Se você não tiver o sujeito bem enquadrado ou se a câmera ficou um pouco torta na hora da foto, você tem mais liberdade de cortar suas fotos para corrigir esses erros.

Para melhorar ainda mais as porcentagens de suas fotos ficarem boas usando essa técnica, use uma velocidade maior de obturador – 1/250 à 1/500 devem ser suficientes para congelar as cenas em movimento. Se você usar uma velocidade abaixo de 1/250, vai aumentar muito as chances de uma foto borrada causada por uma câmera tremida ou o sujeito em movimento.

Enquanto estiver fotografando na altura da barriga, você vai precisar usar foto manual – pelo fato de você não saber onde a câmera está apontando, o foco automático vai sempre selecionar o ponto de foco errado, ou desperdiçar os preciosos segundos procurando foco. Um bom jeito de arrumar o foco é manter uma distância de 1,5m à 3m – se estiver usando lentes de ângulo aberto – e com um pouco de tempo e prática você vai saber se o objeto está dentro ou fora de foco.

A diferença de uma foto ruim, boa ou ótima pode ser a diferença de apenas alguns segundos. Fotografia de rua (e até mesmo qualquer tipo de fotografia) se trata de criar uma conexão entre a cena ou sujeito e o observador. Uma ótima foto street é composta de uma maneira que atrai os olhos para as partes importantes da cena e faz com que o observador simpatize com as emoções do sujeito fotografado. Poucos segundos podem ser a diferença entre alguém gesticular ou ficar parado novamente.

Esteja consciente de como você compõe suas imagens. Ao invés de simplesmente colocar o sujeito no meio do quadro, experimente várias composições. Fotometre com atenção e tenha sua câmera sempre pronta para fotografar antes mesmo de saber qual foto vai fazer. Ficar brincando de fotometrar enquanto mira sua câmera em alguém é uma excelente maneira de atrair atenção para você!

Observar e aprender através do trabalho de outros fotógrafos de rua é uma das melhores maneiras de melhorar a sua própria composição. Olhe para suas fotos favoritas de outros fotógrafos e pergunte a si mesmo: “o que aquela imagem tem que causa tanto impacto?”

Enquanto tirar fotos indiscretamente requere habilidades ninjas de invisibilidade, ser sorrateiro não é o mesmo que se disfarçar na multidão. Confiança é um dos truques difíceis de se especializar quando se é um fotógrafo de rua. Mas aprender a andar na rua tirando foto de pessoas público sem ficar nervoso é importante. Se você está nervoso e sem muita confiança, você pode acabar fazendo coisas que te deixam mais óbvio. Tenho visto fotógrafos se agachando atrás de carros e se espreitando em esquinas enquanto tentam tirar fotos de pessoas caminhando pela região. Na cabeça deles, eles não devem estar vendo o quão estranho eles estão parecendo e, na verdade, achando que estão sendo invisíveis, mas pessoas normais não se agacham atrás de carros ou se escondem atrás de esquinas com câmeras fotográficas. Essas táticas parecem te esconder mais, mas acabam atraindo mais atenção do que se o fotógrafo caminhasse confiante tirando fotos do que há ao seu redor.

Abordar pessoas que você não conhece, no meio da rua, e tirar foto delas requer bolas coragem, mesmo que você não demonstre que está tirando foto delas. Sempre terá uma chance de alguém te notar, e quando isso acontece, um fotógrafo confiante simplesmente sorri e toma isso como progresso, enquanto um fotógrafo nervoso vai olhar pra baixo e sair andando. Lembre-se: comportamentos suspeitos atraem muita atenção e fazem com que as pessoas achem que você está fazendo algo mau.

Alguns fotógrafos street tem a consciência pesada por estarem tirando fotos desse jeito. Sentem como adolescentes espiando pela maçaneta da porta de uma amiga enquanto ela troca de roupas do outro lado, ao invés de sentirem que são artistas visuais capturando momentos intensos nas ruas. Se você tira fotos na rua com essa atitude, vai acabar se passando por maníaco enquanto tenta esconder o que está fazendo. Ironicamente – e eu acho que Hollywood tem grande parte da culpa -, ser sorrateiro é o que te torna mais óbvio. Trabalhe com confiança e aja naturalmente que, eventualmente, tirar fotos nas ruas vai se tornar natural e você vai parar de se preocupar.

A verdade é que: todos nós tiramos fotos tediosas de tempo em tempo. Algumas vezes as coisas simplesmente não são tão boas quanto estávamos achando que seriam – talvez alguém se meteu na frente da foto, ou a luz não estava muito boa. Sempre há coisas que não conseguimos controlar, mas podemos controlar quem e o que iremos fotografar. Procure por pessoas que parecem interessantes e que estejam em meio à uma atividade ou situação que você pode usar para criar uma história através da(s) sua(s) foto(s). Muitos fotógrafos amadores de street caminham por aí tirando fotos de todo mundo que vêem pela frente – é um bom jeito de conseguir boas fotos, mas no final do dia você vai ter descartado mais fotos do que aproveitado.

Está tudo bem em tirar várias fotos de uma mesma cena, experimentando com a composição, os ângulos e a exposição – os mestres da fotografia de rua, como Henri Cartier-Bresson certamente o faziam. Quando está fotografando, tente estar consciente do que você está fotografando – segurar o botão da câmera e cruzar os dedos pode funcionar às vezes, mas você conseguirá melhores resultados se compor cada foto e se estiver ciente do que está acontecendo na cena. Fotografe o quanto quiser, mas tente pensar sempre sobre cada foto.

E, acima de tudo, o que ajuda a separar um fotógrafo decente de um excelente é a habilidade de ser o crítico do seu próprio trabalho, e saber quando uma imagem é para ser mantida ou não. Se você souber criticar seu próprio trabalho, vai se tornar um fotógrafo muito mais forte!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s